1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Juiz aceita denúncia e torna João de Deus e a mulher réus por posse ilegal de arma de fogo e munições, em Goiás

Por Marcelo Justo 19 Fevereiro 2019 Publicado em Polícia
Votao
(0 votos)
Lido 686 vezes
João de Deus João de Deus Reprodução

O juiz Ricardo Silveira Dourado recebeu denúncia do Ministério Público (MP) e tornou réus o médium João de Deus, e a mulher dele, Ana Keyla Teixeira Lourenço, pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e munições.


O despacho foi expedido nesta segunda-feira (18/02). O casal já era réu pelo mesmo crime.


A reportagem entrou em contato com o advogado Alberto Toron, que representa João de Deus, e aguarda retorno.


Já o advogado Ismar Estulano Garcia, responsável pela defesa de Ana Keyla, disse não vai se pronunciar sobre o caso, pois ela ainda não foi notificada formalmente.


Preso desde dezembro em Aparecida de Goiânia acusado de abusos sexuais, João de Deus sempre negou as acusações.


João de Deus e Ana Keila foram denunciados pelo Ministério Público no dia 25 de janeiro.


A investigação refere-se à apreensão de um revólver, calibre 38 e 13 munições em uma das residências do casal, em Anápolis, a 55 km de Goiânia.


De acordo com o MP, a armas e as munições foram encontradas no dia 21 de dezembro do ano passado, após cumprimento de mandado de busca e apreensão, expedido pela Juízo da Comarca de Abadiânia, onde tramita o processo contra o médium por crimes sexuais.


A arma e sete das munições estavam dentro de uma gaveta da mesa do escritório, cômodo anexo à residência.


Já as outras seis balas foram localizadas dentro de uma caixa, no interior de um armário, cujo acesso se dava pelo quarto do casal.


O casal já era réu pelo mesmo crime no processo relacionado a outras cinco armas. A denúncia sobre este caso havia sido feita em 24 de janeiro.


João de Deus também é réu em outros dois processos por violação sexual e estupro de vulnerável.


O primeiro foi recebido pela Justiça em 9 de janeiro. O segundo caso, por sua vez, teve aceitação do Judiciário em 16 de janeiro.


Um dos filhos de João de Deus, Sandro Teixeira Oliveira, também está preso.


Ele foi detido no dia 2 de fevereiro por coação no curso do processo e corrupção ativa, processo pelo qual o pai também responde.


Processos contra João de Deus
Ações na Justiça: João de Deus já virou réu outras três vezes por violação sexual e estupro de vulnerável e outra por posse ilegal de armas. A mulher dele, Ana Keyla Teixeira, também foi denunciada no crime envolvendo os armamentos, e o filho, Sandro Teixeira, por intimidação das testemunhas.


Apuração no MP: Órgão segue colhendo e analisando novas denúncias de mulheres que se dizem vítimas do médium.


Investigação: Polícia Civil aguarda laudos para concluir a investigação sobre lavagem de dinheiro, devido aos mais de R$ 1,6 milhão e pedras preciosas aprendidos em imóveis do médium.


Fonte: G1 Goiás (com adaptações)

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado1