1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Major Olímpio pede prisão preventiva de Lula por ‘incitar militância a atacar como no Chile’

Por Marcelo Justo 12 Novembro 2019 Publicado em Política
Votao
(0 votos)
Imagem ilustrativa Imagem ilustrativa Reprodução

O líder do PSL no Senado, Major Olímpio, entrou com uma representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) pedindo a prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por incitação à violência contra a ordem pública.


O petista deixou a prisão na última sexta-feira (08/11), e fez discursos após a liberação em Curitiba (PR) e no Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo (SP).


No último sábado (9), Lula convocou os militantes para uma reação ao governo do presidente Jair Bolsonaro, declarando ser necessário “atacar” e não apenas se defender.


Através de uma live, na tarde desta segunda (11), em frente a PGR em Brasília, o major Olímpio disse que Lula desrespeitou a lei, incitando a população a depredação e a quebra da ordem pública.


“O cara foi colocado em liberdade... É igual aqueles cara que sai em saidinha temporária... O cara sai e já faz um assalto no primeiro ponto de ônibus. Foi o que ele fez, na saída em Curitiba, já foi dizendo para o povo, vamos pra cima e a hora de fazer que nem no Chile e na Bolívia. O que está tendo no Chile e na Bolívia? Quebra da ordem, depredação, ataque a patrimônio público, empresas de energia, transporte público. Que, que isso? Essa subversão da ordem que ele está dizendo. E não é para se defender não, é pra atacar”, disse Olímpio.


Na representação apresentada ao procurador-geral da República, Augusto Aras, Olímpio se baseia na Lei de Segurança Nacional, que tipifica os crimes contra o Estado por incitar a subversão da ordem pública. Ouça áudio abaixo.


Rádio Eldorado, com informações da Central de Rádio Brasil

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado2

Mídia