1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Visita de secretário dos EUA ‘afronta as tradições de autonomia’, diz Maia

Por Antônio Filho 19 Setembro 2020 Publicado em Política
Votao
(0 votos)
Lido 181 vezes
Rodrigo Maia Rodrigo Maia reprodução/ MSN

A passagem do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, pelo Brasil foi alvo de críticas por parte presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).


Em nota divulgada nessa 6ª feira (18.set.2020), o deputado disse que a visita “não condiz com a boa prática diplomática internacional” e que “afronta as tradições de autonomia e altivez de nossas políticas externa e de defesa”.


Mike Pompeo se encontrou na tarde de 6ª feira (18.set) com o chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, em Boa Vista, Roraima. O representante da diplomacia norte-americana visitou as instalações da Operação Acolhida, responsável pelo recebimento de refugiados venezuelanos no Brasil.


Publicidade

Maia criticou que a vinda de Pompeo tenha sido feita no “momento em que faltam apenas 46 dias para a eleição presidencial norte-americana”, marcada para 3 de novembro.


Disse que o Brasil “deve preservar a estabilidade de fronteiras e o convívio pacífico com os países vizinhos”.


“Como Presidente da Câmara dos Deputados, vejo-me na obrigação de reiterar o disposto no Artigo 4º da Constituição Federal, em que são listados os princípios pelos quais o Brasil deve orientar suas relações internacionais. Em especial, cumpre ressaltar os princípios da: (I) independência nacional; (III) autodeterminação dos povos; (IV) não-intervenção; e (V) defesa da paz”, afirmou o deputado.


No Brasil, Pompeo atacou o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro: “Ele não é apenas 1 líder que destruiu seu país numa crise com as proporções mais extraordinárias na história moderna, ele também é 1 narcotraficante que envia drogas ilícitas aos EUA e aos americanos todos os dias”.


“Cada dia que Maduro permanece no poder é mais 1 dia em que as necessidades do povo venezuelano são negligenciadas”, escreveu Pompeo em seu perfil no Twitter.


“Junto com nossos parceiros brasileiros, os Estados Unidos têm orgulho de ajudar os venezuelanos que fogem do regime ilegítimo de Maduro e apoiá-los em seus momentos de necessidade”, completou.


Fonte: MSN

 

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado2