1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Onça ferida em queimadas no Pantanal será tratada com ozônio em Goiás

Por Antônio Filho 22 Setembro 2020 Publicado em Curiosidades
Votao
(0 votos)
Lido 100 vezes
Reprodução Reprodução Reprodução/Mais Goias

“Ousado“, uma das onças resgatadas nos incêndios do Pantanal e que foi levada para tratamento em uma ONG de Corumbá de Goiás, passará por tratamento com ozônio para uma melhor cicatrização das patas, que tiveram queimaduras de segundo grau.


O animal chegou semana passada no Instituto de Preservação e Defesa dos Felídeos da Fauna Silvestre do Brasil em Processo de Extinção (NEX), ONG que já tinha recebido outra onça no final de agosto, a “Amanaci”.


O tratamento com ozônio, denominado ozonioterapia, envolve a exposição ao gás com objetivos terapêuticos.


De acordo com o médico veterinário Thiago Luczinski, o tratamento já é aplicado a algum tempo em animais.


“Vamos utilizar no Ousado também. A ozonioterapia tem como função acelerar a cicatrização para que o animal tenha uma recuperação mais rápida”, afirma.


A troca de curativos nos animais é feita de dois em dois dias, além da constante limpeza da área machucada.


A ozonioterapia seria iniciada na última segunda-feira (21), mas precisou ser adiada devido as chuvas que atingiram a sede da ONG.


Segundo os veterinários, seria perigoso sedar uma onça nessas condições climáticas.


Tanto o Ousado quanto Amanaci se recuperam gradativamente dos ferimentos.


“As duas onças estão melhorando. As feridas estão cicatrizando, elas estão bastante ativas e se alimentando bem”, acrescenta Luczinski.


Por hora, os animais estão isolados em recintos para que não consigam se locomover, evitando assim que façam força com as patas.


Ousado tem 70 quilos e foi resgatado por um helicóptero da Marinha.


O animal foi levado para a Universidade Federal do Mato-Grosso (UFMT) e depois partiu em uma viagem de 13 horas para Corumbá de Goiás.


Um médico veterinário acompanhou todo o trajeto.


Amanaci foi resgatada no dia 17 de agosto em estado grave de desidratação e com queimaduras em todas as patas.


Os dois animais foram levados para Nex No Extinction através de uma força-tarefa da Marinha, Exército e a ONG AMPARA Animal.


Fonte: Mais Goias

 

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado2