1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Em movimento, robô da Nasa consegue tocar asteroide Bennu e coletar amostra

Por Antônio Filho 21 Outubro 2020 Publicado em Ciência
Votao
(0 votos)
Lido 134 vezes
Reprodução Reprodução Reprodução/ Mais Goias

A sonda OSIRIS-REx, da Nasa, acaba de tocar a superfície do asteroide Bennu com seu braço robótico, para coletar uma inédita amostra de solo.


Se bem-sucedida, a missão chegará a Terra em 2023, trazendo partículas para serem estudadas.


Tudo correu como o planejado pela agência espacial, mas a equipe ainda precisa analisar os dados para confirmar se a amostra é viável, com pelo menos 60 gramas, até 2 quilos.


Isso deve ser medido até sábado.


Nesta quarta-feira (21), a Nasa divulga, em seu site, as imagens captadas pelas câmeras da sonda.


O evento, batizado de Touch-and-Go, ou apenas TAG, era o ponto alto da missão.


A aproximação foi transmitida ao vivo pela Nasa.


Este tipo de coleta requer uma manobra desafiadora e inédita.


É a primeira vez que a agência retira um pedaço de um asteroide em movimento.


A OSIRIS-REx parece um pequeno caminhão, e realizou a manobra em uma zona chamada Nightingale, dentro de uma cratera do tamanho de uma quadra esportiva, com bordas altas como prédios.


O procedimento inteiro levou cerca de quatro horas e meia.


Primeiro, a sonda acionou seus motores para sair de sua órbita ao redor do Bennu, chegou perto o bastante para esticar seu braço e tocá-lo.


Seus painéis solares se dobraram em um formato de Y, acima da nave, para proteção.


Uma garrafa de nitrogênio pressurizado foi disparada contra o asteroide, para levantar material da superfície, que —se tudo deu certo— foi coletado por uma “cabeça” na ponta do braço robótico de 3,5 metros de comprimento.


Fonte: Mais Goias

 

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado2